quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Estudar - por quê?

Do Ensino Fundamental ao Ensino Superior são, se tudo der certo, no mínimo 14 anos de estudos, se cursar um Tecnológico. 16 ou 17 se cursar um Bacharelado. Se cursar Medicina... quase 20 anos. E então começa a vida profissional e pronto... nada mais de estudar!

Ledo engano. Aí, para manter-se atualizado e galgar os degraus para uma carreira promissora, deve-se enfrentar os cursos de idioma, de aperfeiçoamento, para certificação e especialização. 

O profissional formado em Administração pode escolher os seguintes caminhos, seja em instituições particulares ou públicas:
  • Aperfeiçoamento
    • Cursos diversos, em geral de curta duração, sobre diversos tópicos da Administração
  • Certificações
    • Certificação Profissional do Sistema CFA/CRAs
    • Certified in Production and Inventory Management (CPIM), da American Production and Inventory Control Society (APICS)
    • Project Management Professional (PMP), do Project Management Institute (PMI)
    • entre outras
  • Pós-graduação Lato Sensu (em torno de 2 anos)
    • Especialização - foco em determinada área
      • Gestão Financeira, Gestão de Projetos, Recursos Humanos, Tecnologia da Informação, entre outros
    • Master in Business Administration (MBA) - foco na gestão de empresas
      • No Brasil, o MBA, em geral, é oferecido com foco nas áreas listadas acima
  • Pós-graduação Stricto Sensu (se desejar lecionar e/ou pesquisar no futuro)
    • Mestrado (em torno de 3 anos) - foco no ensino e preparação para o Doutorado
    • Doutorado (de 3 a 5 anos) - foco em pesquisa científica
Cursos no exterior são muito bem vindos, embora os preços sejam, em geral, desanimadores. Mas o mercado enxerga com bons olhos o profissional que conseguir superar suas limitações de tempo e dinheiro para estudar fora do país.