quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Tecnologia da Informação

A palavra tecnologia tem origem no grego tekhne que significa ofício, técnica ou arte, seguida do sufixo logia que significa estudo. Ou seja, tecnologia é o resultado da ciência que utiliza ferramentas, métodos e técnicos com o objetivo de solucionar problemas. Já a palavra informação, que tem origem no latim, a língua dos antigos romanos, é uma derivação de information onis, que significa “dar forma”. Para entender o que é a informação, precisamos antes entender o processo que leva um determinado dado a se transformar em conhecimento. Segundo Turban, Rainer e Potter (2003, p. 5) o dado nada mais é do que a matéria-prima da informação, são descrições de eventos, atividades e coisas que isoladamente não representam nenhum significado. Já a informação é a união organizada dos dados para “dar forma”, ou seja, para representar uma determinada ideia. O conhecimento é a aplicação dessa informação num determinado contexto, ou seja, envolve a ação a partir de uma ou mais informações

Podemos determinar com a conceituação acima, que Tecnologia da Informação (TI) é o conjunto de ferramentas e recursos tecnológicos que possibilitam a gestão de variadas quantidades de informação.

Houve uma época que para fazer uma cópia de um documento era necessário papel carbono, e um erro poderia custar um trabalho de horas, o que hoje resolvemos com um delete! Sem sombras de dúvida a TI trouxe um avanço espetacular à agilidade das organizações no ponto de vista operacional.

Contudo, devemos observar que o objetivo da tecnologia é solucionar problemas e não criar situações que venham produzir problemas em outras áreas ou na mesma área. Existe ainda uma tendência a acreditar que a informatização de qualquer processo reduzirá os custos e com isso aumentará os lucros das organizações. Se o processo for falho, a informatização do mesmo geralmente não corrige as falhas do processo. É necessário um trabalho de otimização dos processos para em seguida ser trabalhada a informatização das atividades.

Identifique os processos, otimize-os, e use os recursos de TI dentro de sua organização para contribuir no resultado final da mesma, e não deixe a TI se transformar num engessador dos seus processos!

Referências
TURBAN, E.; RAINER Jr., R. K. e POTTER, R. E. Administração da Tecnologia da Informação: teoria e prática. 2ª Ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

Artigo postado em: https://www.linkedin.com/pulse/tecnologia-da-informação-eliézer-zarpelão